Os carros mais baratos do Brasil em 2020. Você sabe qual é o automóvel mais barato atualmente?

O site ICarros reuniu em uma lista os 10 carros mais baratos do ano (até o momento) e a Gran Prime trouxe essa lista para você. Apesar de a maioria dos modelos da lista serem hatches compactos ou subcompactos básicos com motor 1.0, há um sedã e um modelo 1.6 bastante completo.

10. Renault Sandero Life – R$ 52.090
9. Volkswagen Fox Connect – R$ 51.990
8. Volkswagen Gol MPI – R$ 50.250
7. Fiat Argo 1.0 e Grand Siena Attractive– R$ 49.990
6. Volkswagen up! MPI – R$ 49.590
5. Ford Ka S – R$ 48.380
4. Hyundai HB20 Sense – R$ 46.490
3. Fiat Uno Attractive – R$ 44.990
2.Renault Kwid Life – R$ 37,490

E em primeiro?
Você sabe qual é o automóvel mais barato do Brasil atualmente?

1. Fiat Mobi Easy – R$ 36.990

Hoje, o modelo mais barato do Brasil é o Fiat Mobi na versão Easy. Seus ítens de série são tão escassos, que é difícil destacar algum além dos obrigatórios airbags frontais, freios ABS, Isofix e apoios de cabeça e cinto de segurança de três pontos para todos os ocupantes. As rodas de aço estampado são de 13 polegadas, acompanhadas por calotas. A tampa traseira em vidro é um detalhe único do modelo. Ah, e esse preço só vale se a carroceria for pintada em preto. O motor é um velho de guerra, o 1.0 Fire Evo,  com até 75cv de potência e 9,9kgfm de torque. A transmissão é manual de cinco velocidades.

Já o Kwid de entrada é o Life, que traz a mais que seu concorrente airbags laterais (que o equipam graças a uma enorme desconfiança gerada pelo péssimo desempenho do modelo indiano nos testes de colisão do Global NCAP), pré-disposição para rádio, abertura interna do porta-malas e rodas em aço estampado de 14 polegadas com calotas. Para não ter nenhum aumento de preço, você só pode escolher a carroceria pintada de branco. O motor é um 1.0 de três cilindros com até 70cv e 9,4kgfm. O câmbio é manual de cinco marchas.

No acumulado de 2019, sem o impacto do coronavírus, o Kwid foi o quarto automóvel mais vendido do Brasil, com 85.117 emplacamentos. Enquanto isso, foram vendidas 53.444 unidades do Mobi, que ficou na 14ª posição no mesmo período. Já em 2020, até o fechamento de agosto, o Kwid caiu para a nona posição, com 30.182 unidades vendidas, ao mesmo tempo que o Mobi diminuiu substancialmente a diferença, com 24.839 emplacamentos, se estabelecendo no 13ª lugar. Com o novo posicionamento de preço, exatos R$ 500 mais em conta que o Kwid.

Para mais informações acompanha o site Icarros e o blog da Gran Prime.

Fechar Menu
W3Schools